2014 - Auditoria brasileira por Programa de Transparência Pública da FGV

A auditoria enviou 264 pedidos de acesso à informação para 40 tribunais em todo o país. O relatório avaliou individualmente o desempenho de cada uma das 7 perguntas enviadas a fim de determinar temas mais e menos sensíveis. Os dados foram coletados entre agosto e setembro de 2014.
País: 
Brasil
Região: 
América Latina e Caribe
Número de pedidos: 
264
Tipo de Auditoria: 
Passiva
Autores: 
Programa de Transparência Pública da Fundação Getulio Vargas (PTP FGV Rio)
Ano em que a lei de transparência pública entrou em vigor: 
2012
Ano da auditoria: 
2014
Metodologia: 

A avaliação de cada órgão é fruto de um cálculo que determina a média de sua performance através das respostas às solicitações realizadas. As métricas utilizadas são: taxa de resposta, taxa de precisão e o prazo médio para obtenção de resposta. 

Condições experimentais: 

Envio de pedidos com justificativa e sem justificativa para testar a hipótese de que pedidos justificados seriam melhor respondidos. 

Número de respostas: 
160
Meio de envio do pedido de acesso à informação: 
Página web
E-mail
Negações mudas: 
104
Recursos: 
Sim
Perguntas: 
Request Summary: 

Remuneração de magistrados para os anos 2012 e 2013.

Request Summary: 

Mecanismos de prevenção de nepotismo.

Request Summary: 

Número de ações ajuizadas na 1a instância do tribunal, nos anos de 2012 e 2013.

Request Summary: 

Número de ações ajuizadas na 1a instância do tribunal, nos anos de 2012 e 2013.

Request Summary: 

Número de ações ajuizadas na 1a instância do tribunal, nos anos de 2012 e 2013.

Number Of Agencies Audited (Passive): 
40
Tipo de autor: 
Universidade
Auditoria criada pela FGV: 
Yes
Imagem: 
Poder estatal ou tipo de entidade auditada: 
Número de pedidos: 

Não Informado (NI).